V EXPOPEC

martercont

Com o objetivo de divulgar as tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária e trazer novidades do mercado nacional e internacional da produção de carne, a EXPOPEC (Exposição das tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária) chega a sua quinta edição. O evento será realizado de 19 a 21 de março de 2020, em Porangatu, norte de Goiás, cidade conhecida como a Capital Goiana do Bezerro de Qualidade.

Os participantes aproveitarão os três dias de exposição que terá em sua programação: palestras com especialistas da pecuária, demonstrações de produtos e serviços, feira de negócios, exposição de equipamentos, vitrine da carne, leilão, rodas de discussões e outras atividades. A programação é diversificada e as atividades acontecem simultaneamente em três subáreas distintas: Programação técnica; Feira Tecnológica; Oficinas e Demonstrações, todos dentro do ambiente do Sindicato Rural de Porangatu.

Os painéis temáticos compõem a Programação técnica, que conta com a participação de instrutores, profissionais especializados e técnicos da agropecuária. Neste ano, o ciclo de palestras e discussão trazem as temáticas: proteína animal; nutrição; melhoramento genético e cruzamento industrial; criação de aves, ovinos e suínos; e, como destaque, um espaço de discussão destinado às mulheres do agro. Na Feira Tecnológica o público tem a oportunidade de realizar grandes negócios. Estão programados: Feira de Máquinas e equipamentos agropecuários; Leilões de touro, gado e reprodutores de ovinos; Shopping de cavalos; e a oportunidade de realizar visitas aos investidores da exposição.

Mais uma vez a EXPOPEC abre as portas para dois projetos de interação social. No projeto Suinocultura Kids, as crianças reconhecem as muitas qualidades da carne suína, através da ludicidade por meio de teatro que chama a atenção dos pequenos. Buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência ou com necessidades especiais, o Projeto Equoterapia sem Fronteiras é desenvolvido como forma de terapia que valoriza a interação do homem com o cavalo, estimulando o desenvolvimento do corpo e da mente através do trabalho motor, emocional e cognitivo.

Outro destaque para essa edição da exposição é a demonstração de Realidade Virtual do SENAR GO, ferramenta que tem feito sucesso em exposições por todo estado. Através do sistema de realidade virtual o SENAR traz às capacitações, renovação, dinamicidade, economia e segurança.

O SENAR mais uma vez traz aprendizagem, conhecimento e técnica aos produtores rurais e visitantes da EXPOPEC. Entre as demonstrações e oficinas previstas estão: energia solar; pilotagem de drone; casqueamento; selaria; rédeas de equinos e muares. Na Vitrine da carne: assessoramento de abate e avaliação de carcaça; processamento da carne; e capacitação para açougueiros. Em mais um ano, a EXPOPEC vem para contribuir com a melhoria do processo produtivo da carne trazendo conhecimentos, atualizações tecnológicas e profissionais para atender às demandas dos produtores de carne. A exposição abre também a oportunidade de discussão visando aprimoramento das políticas públicas voltadas à cadeia produtiva da carne para os mercados bovinos, suínos e ovinos.

A realização do evento é do Sindicato Rural de Porangatu e conta com o apoio da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás), Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag) e Serviço Nacional de Apoio à Micro e Pequena Empresa (SEBRAE).

Porangatu, a capital goiana do bezerro de qualidade

Por estar localizada ao norte de Goiás e sul do Tocantins, a cidade de Porangatu é localização estratégica para o evento, já que a macro região central (Goiás e Tocantins) concentra um significativo rebanho de bovinos, suínos e ovinos. Com população aproximada de 50 mil habitantes, Porangatu é o principal município da Região Norte de Goiás.

Em posição estratégica, o município é cortado pela Rodovia Belém-Brasília (BR-153), um dos mais importantes corredores rodoviários brasileiro, por onde escoa grande parte da produção agrícola e industrial brasileira. Com um rebanho bovino formado por mais de 2 milhões de cabeças, a principal fonte de economia de Porangatu é a agropecuária, onde se sobressai criação de gado de corte e de leite.

De acordo com os indicadores da pecuária apresentados pelo IBGE*, Goiás ocupa a 3ª posição no ranking de abate e exportação de carne bovina, e Tocantins aparece na 8ª posição. Outro dado importante é que Goiás cresceu consideravelmente no ranking de exportação de carne suína indo para 4ª posição em nível nacional. Tem-se destaque importante também no abate e exportação de frangos e carne suína.

Fonte: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/2380/epp_2018_4tri.pdf/p>