Programa Sinergia

O Programa refere-se a um esforço conjunto, uma parceria entre instituições estratégicas do agronegócio de Goiás com o intuito de sistematizar e consolidar um modelo de gestão do conhecimento por meio de assessoramento técnico no meio rural, definindo conteúdo programático e metodologias. Para tanto, pressupõe-se a criação de uma rede de profissionais de nível médio e superior com a competência técnica adequada para assessorar com eficiência e eficácia os produtores rurais organizados de forma associativa, devidamente amparada pelas instituições parceiras. A estrutura de rede se completa com a conexão destes profissionais de campo com os profissionais da pesquisa, tendo no âmbito político-institucional a coordenação das instituições.

A construção desta metodologia de transferência de conhecimento tem como “piloto” o ‘Programa Tanque Cheio” desenvolvido pela cooperativa Agrovale, com sede em Quirinópolis e com atuação no Vale do Paranaíba, Estado de Goiás. Este “piloto” (Programa Tanque Cheio) é um programa de assessoramento técnico-gerencial que visa proporcionar: o aumento da capacidade de evolução gerencial e tecnológica dos participantes; a sustentabilidade da renda dos produtores; a melhoria do poder de compra dos participantes, que propiciará o aumento e a melhor distribuição de renda no município; maior geração de empregos e empregabilidade e a potencialização do mercado local, com maior circulação do dinheiro dentro do município.Instrumento capaz de potencializar os talentos humanos, utilizando métodos adequados de transferência e utilização do conhecimento gerado por ocasião de aprimoramento contínuo dos técnicos e produtores rurais envolvidos diretamente no projeto, com método e conteúdo característicos nas atividades rurais, onde o ser humano e suas habilidades são a essência para a construção de soluções que levem eficiência das atividades que são desenvolvidas na propriedade rural.

Objetivo Central:

Sistematizar e consolidar um modelo de desenvolvimento no meio rural, com conteúdo programático e metodologias definidas, fundamentado em uma rede de gestão integrada de conhecimento, de uma Unidade Piloto, onde este modelo possa ser adaptado e desenvolvido em todos os municípios do Estado de Goiás, bem como, para toda e qualquer atividade econômica no meio rural.

Objetivos específicos:

  • Consolidar o conceito de “unidade” entre as instituições parceiras, nas esferas nacional, estadual, regional e local, otimizando recursos humanos, materiais e financeiros e integrando ferramentas e metodologias contidas em suas ações, programas e projetos;
  • Elaborar um modelo de diagnóstico para caracterização técnica e socioeconômica da família e da propriedade rural como instrumento de avaliação.
  • Elaborar um modelo de monitoramento contendo indicadores socioeconômicos, zootécnicos e agronômicos, de forma participativa e dialogada, formulando instrumentos para gestão da propriedade;

Público Alvo:

Produtores rurais e suas famílias.

  • Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET – RV-GO)
  • Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Vale do Paranaíba (AGROVALE)
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
  • Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG)
  • Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado de Goiás (OCB-GO)
  • Secretaria da Agricultura Pecuária e Abastecimento (SEAGRO -GO)
  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-GO)
  • Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP-GO)
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/AR-GO)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)

Conteúdo / Estrutura:

O conteúdo será focado na gestão da propriedade, no associativismo e na cooperação, preparando o produtor e sua família em assuntos relacionados com a atividade, desenvolvimento da capacidade de superar os desafios, buscando resultados, sempre observando e considerando o “empoderamento” social e político dos grupos de produtores e suas famílias, amparado em organizações que tenham como estratégia o respaldo institucional voltado para o atendimento das reais necessidades dos produtores rurais e suas famílias, baseado nos seguintes pilares estruturantes: desenvolvimento humano-comportamental, cooperação, planejamento e gestão e, tecnologia, respeitando-se a sustentabilidade ambiental e manutenção do equilíbrio dos recursos naturais.

Como implantar:

Este programa ainda está em fase experimental de validação, porém a metodologia e os resultados já podem ser observados no local e compreendidos de tal forma que poderá ser adotado em outros lugares resguardando e seguindo todo processo já praticado pelo grupo que tem como coordenação a Agrovale em Quirinópolis.

Custeio e contrapartida:

É um programa em que inicialmente se propõe uma parceria institucional para compartilhamento das despesas e gradativamente vai se transferindo a sustentação financeira para os próprios beneficiários.

Divulgação e mobilização necessária:

O Sindicato é responsável pela divulgação e adesão ao programa e mobilização dos produtores da região onde for identificada a demanda.

Resultados esperados:

  • Construção de um modelo de gestão do conhecimento atualizado, eficiente e moderno, embasado no compromisso celebrado entre as instituições parceiras com o foco voltado para o fortalecimento do produtor rural.
  • Do ponto de vista das famílias rurais, o resultado esperado contará com indicadores capazes de expressar o fortalecimento da auto-estima, da coesão dos grupos e da própria avaliação dos lucros e ganhos de produtividade obtidos dentro das propriedades.
  • Espera-se também, o surgimento de lideranças locais representativas dos diversos segmentos existentes.
  • Que esta metologia seja mais uma alternativa de assessoramento ao produtor rural e sua família em suas atividades e que sejam apropriadas por estes e pelas instituições que lidam no setor sempre com o objetivo final a geração de renda e inclusão social. E que também forme uma rede integrada isenta de qualquer querer de ordem pessoal para que não sofra interrupções em decorrências de mudanças que ocorra de caráter político ou outros tanto na esfera municipal, estadual ou federal.

Outras informações:

A metodologia a ser desenvolvida no presente programa pressupõe cinco fases, a primeira envolvendo a identificação e a descrição da Região selecionada; a segunda, na implementação da Rede de Gestão Integrada, pelo exercício das parcerias dentro da Coordenação Central e Regional da Unidade a ser implantada, onde o papel de cada instituição deverá ser definido com clareza e complementaridade; a terceira relacionada com a gestão do conhecimento, mediante o assessoramento técnico e comportamental permanente de trinta grupos de famílias de produtores rurais referência; a quarta relativa à coleta, interpretação e análise dos resultados obtidos e, finalmente a quinta fase que tratará da consolidação efetiva do modelo proposto. As cinco fases poderão ocorrer simultaneamente e deverão ser interelacionadas.