Produtores rurais visitam Argentina e Uruguai em missão técnica

Uma comitiva de 75 pessoas formada por produtores rurais, dirigentes sindicais e técnicos da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em Goiás e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás) embarcam neste domingo (22), para duas Missões Técnicas de pecuária de corte e de grãos, na Argentina e no Uruguai.

O objetivo da missão é permitir que os produtores conheçam na prática novas técnicas e tecnologias adotadas para a produção de carne e grãos nos países do Mercosul. 55 municípios goianos serão representados nas duas missões simultâneas. O grupo segue durante toda a semana com uma agenda intensa de compromissos e visitas técnicas e retorna para Goiás no próximo dia 30.

O presidente do Sistema Faeg/Senar, José Mário Schreiner, destaca que os produtores pretendem buscar informações sobre os modelos de produção dos dois países. “Queremos conhecer melhor o que é praticado na agricultura e pecuária nos países do Mercosul”, disse. Ele destaca como novidade a terceirização de serviços na produção argentina como arrendamentos de áreas, de máquinas e equipamentos, no plantio e na colheita.

Ele afirma que essa nova metodologia de produção, terceirando os processos na lavoura, tem garantido bons resultados para os produtores argentinos. O presidente ressalta também a chegada de novas grandes empresas do setor agropecuário no Uruguai e pretende verificar de perto as ações realizadas para atrair essas empresas. Na área de corte, as tecnologias adotadas para manter as pastagens naturais na Argentina também têm espaço na agenda do grupo.

Os produtores também irão visitar centros de pesquisas e estudos agropecuários na busca de mais informações sobre certificações agropecuárias e outras ações que envolvam os modelos de produção de carne e grãos daqueles países. O grupo irá conhecer ainda órgãos e entidades públicas que trabalham com o setor agrícola dos dois países para se inteirar da política agrícola daquelas regiões.

(texto: Rhudy Crysthian – foto: Cleiber Di Ribeiro – Gerência de Comunicação do Sistema Faeg/Senar)

Deixe uma resposta